Dra Bruna Marisa

JEJUM INTERMITENTE

UMA ESTRATÉGIA ALIMENTAR

O Jejum Intermitente é um método de emagrecimento que visa intercalar períodos de jejum com períodos de alimentação.

O objetivo é fazer com que o corpo utilize os estoques de gordura, que são armazenadas no nosso organismo ao longo dos tempos.

O jejum era muito comum na época paleolítica, em que o ser humano vivia de caça e não tinha acesso a alimentos o tempo todo.

Quando você acaba de se alimentar, o organismo começa a dar um destino para a energia absorvida em forma de glicose. Para tanto ele ativa o hormônio insulina, responsável por colocar esse açúcar para dentro das células. A energia que não será utilizada pelas células é armazenada pela insulina em forma de tecido adiposo, ou seja, gordura.

Depois de um tempo essa energia se esgota e o corpo é obrigado a usar essas reservas. Ele recorre tanto ao glicogênio, uma forma de energia armazenada nos músculos, quanto ao tecido adiposo, e neste momento ativa hormônios que atuam na quebra de gordura (lipólise), como o glucagon.

Alguns estudos preliminares apontam que o jejum pode ajudar na saúde do coração. Isso porque o corpo em jejum utiliza uma substância chamada betahidroxibutirato, como fonte de energia, que é utilizada mais facilmente pelo organismo. Isso faz com que o coração poupe energia e se estresse menos.

Além disso, o Jejum Intermitente traz uma série de benefícios como:

Mais Disposição,

Clareza mental;

Melhora da sensibilidade à insulina – e consequentemente o controle da glicemia e insulina.

Aumento da secreção de hormônio do crescimento, e redução “natural” da ingestão calórica, com uma menor sensação de fome.

“Um dos maiores erros que as pessoas que fazem o jejum intermitente cometem, é achar que podem comer de forma normal qualquer alimento nos períodos em que não se está em jejum”- diz a Dra. Bruna Marisa, médica membro da sociedade Brasileira de Endocrinologia, que continua: -“Normalmente são indicadas entre 10 a 24 horas de jejum, que pode ser feito diariamente ou somente em alguns dias da semana. Os períodos em que a alimentação é permitida, são chamados de janelas de alimentação. Fora deles, a pessoa deve ingerir líquidos que não possuam calorias, como água (com ou sem gás) e chás e café sem açúcar”.

Um dos métodos preferidos entre os praticantes  de Jejum Intermitente, é o Método Lean Gains.

Popularizado por Martin Berkhan, o jejum leangains, ou 16/8, como também é conhecido, é um estilo de Jejum Intermitente no qual o período de jejum é de 16 horas e a janela de alimentação é reduzida para 8 horas. Ele é feito da seguinte forma:

  1. Pular o Café da Manhã: Faz a última refeição por volta de 22 horas, pula o café da manhã e almoça por volta de 12 horas.
  2. Pular o Jantar: Faz uma refeição as 7 da Manhã e última refeição às 15 h

A maior parte dos praticantes utiliza essa forma de jejum diariamente. A Dra. Bruna costuma prescreve-lo 3 vezes na semana e explica que o corpo se acostuma e depois fica até difícil voltar a comer no horário em que é praticado o jejum.

A Dra. Bruna também acrescenta que a prática da dieta Low Carb com o Jejum Intermitente, é a combinação perfeita para quem quer perder peso, como para quem quer adotar um estilo e vida saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *